DESTAQUES

advanced divider

Os 5 fatores a ter em conta na hora de comprar casa

Na hora de fazer a sua escolha, é importante ter em conta alguns fatores, tais como:

PREÇO

Opte por um crédito à medida do seu bolso, definindo desde logo o montante máximo a investir de acordo com a sua situação financeira; para esta fase inicial, sugerimos que se aconselhe com o seu banco.

Para uma primeira abordagem ao tema, este simulador orienta-o no que inicialmente precisa de saber. Tudo o que tem de fazer é indicar o montante total em dívida, a taxa de juro (spread e euribor) e o número de prestações a pagar.

LOCALIZAÇÃO

Para a localização do seu imóvel, tenha sempre em conta os seguintes pontos:

  • Acessibilidades (rodoviárias, transportes públicos);
  • Distância ao seu local de trabalho;
  • Proximidade a serviços públicos;
  • Proximidade de escolas, hospitais, bancos, médias/grandes superfícies, etc.;
  • Orientação Solar (se beneficia de luz natural, terá peso na fatura da energia);
  • Custo da água no município (o custo/m3 varia de município para município);
  • Zonas verdes e de lazer na envolvência;
  • IMI afeto ao município onde vai adquirir a habitação;

ESTADO DO IMÓVEL

Depois de definido o valor a investir, comece por fazer um pequeno estudo de mercado, procedendo ao levantamento da média de preços de casas na zona em que procura. A probabilidade de encontrar um intervalo de valores considerável no referido levantamento pode dever-se a fatores como: – orientação solar, áreas, proximidade a serviços, acessos, qualidade de acabamentos, etc.

Se optar por um imóvel novo, vai usufruir de uma garantia por um período de 5 anos, de acordo com o Decreto-Lei 84/2021, de 18 de outubro. A solidez de mercado da entidade vendedora é primordial para evitar surpresas desagradáveis na hora de acionar a sua garantia.

No caso da opção cair por um imóvel usado, quer se trate de uma renovação quer seja um imóvel a reabilitar, o cuidado deverá ser acrescido pelo recurso a um profissional habilitado. Este recurso vai-lhe permitir, por exemplo, perceber o grau de preservação do imóvel, assim como inteirar-se (através de uma due diligence feita pelo profissional referido) da documentação legal afeta ao imóvel (projetos de arquitetura e especialidades, alvará de obras/utilização, certificados energéticos, etc.).

SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

“Os edifícios novos devem ser edifícios com necessidades quase nulas de energia.”Decreto-Lei n.º 101-D/2020 de 7 de Dezembro 2020

Os imóveis são classificados energeticamente numa escala de 8 níveis: A+, A, B, B-, C, D, E e F. Imóveis classificados com “A+” e “A” significam desempenho energético e conforto interior elevados, ao mesmo tempo que diminuem o valor da sua fatura energética.

Exemplos de eficiência energética em edifícios são o carregamento de veículos elétricos, o uso de painéis solares destinados ao aquecimento de águas sanitárias, a recirculação de água quente que, em termos práticos, elimina o tempo de espera por água quente na abertura da torneira e a necessidade regular de reaquecimento da mesma, etc.

DOCUMENTAÇÃO

É muito importante que verifique toda a documentação do seu futuro imóvel antes de dar seguimento ao processo de compra.

Desde já, a Imolimit aconselha-o a verificar se o mediador imobiliário que o acompanha possui licença AMI e, como tal, tem legitimidade para exercer as suas funções. Para além disso, verifique também se existe algum tipo de ónus ou penhoras, arrendamento, hipoteca ou usufruto associado à habitação, ou até mesmo dívidas associadas ao condomínio em questão.

Tente também perceber, junto da Câmara Municipal e analisando a planta da habitação, se o imóvel encontra-se integralmente legalizado ou se existem áreas construídas sem autorização. Para o segundo panorama, conte com custos extra de licenciamento ou, num cenário mais grave, de demolição.

Por fim, garanta que tem em sua posse todos os documentos identificativos da habitação para celebração da escritura. Entre os documentos obrigatórios, encontram-se os seguintes: Certificado energético, Certidão do Registo Predial, Caderneta Predial Urbana, Ficha Técnica da Habitação, Alvará de Utilização e Comprovativo de Direito de Preferência, se aplicável.”

 

Opte por um imóvel Imolimit! Nós ajudamo-lo em todo este processo!

Categorias

Últimas Notícias

Siga-nos

Deixe uma resposta

Categorias

Últimas Notícias

Siga-nos